Pesquisa

Carregando...

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Sfíngoni: Aliado contra a queda de cabelo

Sfíngoni: Prevenção e redução da queda capilar com melhora da saúde do couro cabeludo.

Sabe-se  que  diversos  fatores  como  a susceptibilidade  genética,  a  quantidade de ceramidas presentes no bulbo, o equilíbrio da microflora e principalmente fatores  hormonais,  podem  interferir  no ciclo  normal  de  vida  do  cabelo,  desregulando  todo  o  processo  e  acelerando a  chegada  dos  fios  na  fase  telógena, interferindo  na  quantidade  e  qualidade dos mesmos.

A  prevenção  ideal  para  a  queda  e  melhora  na  qualidade  do  cabelo  encontram-se  na  sinergia  entre  a  saúde  do couro  cabeludo  e  o  equilíbrio  do  ciclo  de vida capilar. Deste modo, ter o couro cabeludo  saudável  é  pré-requisito  para  a boa aparência do cabelo.

O Sfíngoni é um esfingolipídio obtido através de um processo biotecnológico sustentável, com ação direta na inibição da enzima 5-α-reductase, diminuindo significativamente os níveis de dihidrotestosterona (DHT) no folículo piloso. Sendo assim, Sfíngoni previne a queda e favorece o crescimento capilar, por reequilibrar o ciclo de vida dos cabelos, os mantendo por mais tempo em sua fase anágena. Além disso, por conta de sua ação anti-microbiana, com grande eficácia na redução do Malassezia furfur, Sfíngoni reequilibra também a microflora, proporcionando uma melhoria na saúde do couro cabeludo.

Atributos do produto:

• Previne a queda e favorece o crescimento capilar.
• Reequilibra o ciclo de vida do cabelo.
• Melhora a saúde geral do couro cabeludo.
• Proporciona melhor estruturação para o crescimento capilar.
• Melhora a qualidade e aparência dos fios de cabelo.
• Ação antimicrobiana eficiente na redução do fungo Malassezia furfur, contribuindo para o controle da caspa.
• Reduz a oleosidade do couro cabeludo.

Fonte: Galena

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Graviola, uma alternativa natural para combate ao câncer

De acordo com vários estudos, diferentemente do que ocorre com determinados tratamentos de quimioterapia, a graviola atacaria as células doentes, mas não danificaria as saudáveis. Veja mais sobre a fruta.

Desde muito tempo, o tratamento de algumas doenças mortais, como o câncer, foi derivado de maneiras “científicas” de eficácia na maioria das vezes bastante duvidosa.

O temor da população e a forte pressão exercida pela medicina oficial, coletivos de médicos mais tradicionais e laboratórios farmacêuticos obstinados a apresentarem a cura para o câncer, levaram as circunstâncias a uma situação na qual as pessoas que enfrentam essa terrível doença, não se atrevessem a buscar opções menos agressivas, mais naturais.

Porém nos usos e medicinas tradicionais existem alguns remédios, de eficácia contrastada e comprovada, que estão ganhando espaço frente aos tratamentos oficiais.

Estes “medicamentos” têm demonstrado eficácia equiparável e inclusive superior para o tratamento de alguns tipos de câncer, e, o que é melhor, sem os temidos efeitos colaterais dos tratamentos que conhecemos hoje (deterioração da imunidade, queda de cabelos, etc.) e outros efeitos secundários da quimioterapia, como debilidade e perda progressiva de peso; tristes consequências que muitas vezes não se devem somente à doença, como também aos vômitos constantes e incontrolados (efeitos eméticos) produzidos por alguns quimioterápicos.

Procedência, características e cultivo da graviola

Atualmente sua origem é desconhecida, ainda que seja considerada nativa mesoamericana e seu cultivo se estenda por toda a América tropical e inclusive na África, sendo sua zona ecológica predominantemente a tropical úmida.

É uma árvore caducifólia, ou seja, na época da queda de folhas não é possível colher da fruta. As flores nascem entre os meses de outubro e janeiro e sua frutificação (as deliciosas graviolas) acontece entre os meses de dezembro e abril. É muito resistente ao vento, estiagens e danos causados por cupins e afins.

A fruta da graviola, de mesmo nome é muito conhecida, além de parecida com outra fruta, originária de países como Bolívia, Equador e Peru, denominada Cherimoia, e possui uma polpa suculenta e carnuda. Por isso, proporciona um suco de sabor muito refrescante, que possibilita seu emprego na produção de sorvetes, geleias, marmeladas e bebidas refrescantes.

Graviola, um quimioterápico natural

A pesar de seu incrível sabor e versatilidade no preparo de diversas bebidas, sobremesas e afins, hoje nosso interesse primordial nessa fruta estará voltado para seu poder anticancerígeno. E existem inúmeros estudos que garantem esse poder.

No Instituto Nacional do Câncer, nos Estados Unidos, em 1976 foi comprovado que o poder “quimioterápico” da graviola sobre as células cancerígenas é 10.000 vezes superior ao do composto chamado Adriamicina, um dos citotóxicos mais agressivos empregados atualmente na quimioterapia.

Mas, além disso, a fruta apresenta uma propriedade extraordinária que a diferencia radicalmente dos quimioterápicos tradicionais. Enquanto esses atacam simultaneamente tanto as células cancerígenas quanto as saudáveis, pois não podem diferenciar as populações celulares saudáveis das doentes, a graviola deixa as saudáveis ilesas, enquanto ataca as células cancerígenas, detendo seu crescimento num prazo de 48 horas.

Muitos outros estudos têm sido realizados desde então. Sobretudo a partir de 1997, na Universidade de Purdue, em Indiana, Estados Unidos, onde foi constatado seu poder anticancerígeno em cânceres pulmonares, prostáticos, de mama, de bexiga, de reto, esófago, cólon e ainda, eficaz contra o tratamento da leucemia.

Propriedades que evitam o câncer

Tal propriedade existe devido à presença, em suas folhas, de um conjunto de ativos fitoquímicos chamado Acetogenina, cuja potencia é da ordem de 10.000 vezes superior à Adriamicina (substância tóxica de elaboração artificial).

A quimiotaxia natural é um processo de locomoção de células em direção a um gradiente químico, ou seja, quando o composto é direcionado a atacar células, ele é direcionado às células que contenham substâncias químicas específicas, concretas (portanto, atacam unicamente as células doentes ou malignas), deixando as saudáveis intactas, enquanto que, poderíamos dizer, o produto não natural trabalha em lógica de “fogo aberto”, danificando células que não estão doentes e debilitando o organismo como um todo.

Em resumo, é comprovado que seu uso pode ser tanto preventivo quanto curativo.

Outros usos da graviola

À margem de seu espetacular uso anticancerígeno, a graviola é uma planta que por suas propriedades antibacterianas, antiparasitárias, antiespasmódicas, adstringentes, inseticidas, hipotensoras (diminui tensões) e vermífugas (expulsa vermes intestinais), é recomendável sempre ter a graviola à disposição e consumir as doses preventivas recomendadas.

O habitual é consumir uma preparação de pó de folhas de graviola em cápsulas, para que se tenha todas as suas propriedades potencializadas.

Fonte: Melhor com Saúde.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Benefícios da Levedura de Cerveja

A levedura de cerveja é rica em proteínas, vitaminas, minerais e fibras,  e serve para ajuda a regular o metabolismo do açúcar por conter cromo e ajudar a diminuir o colesterol elevado pois também tem fibras.

É uma excelente fonte de vitaminas do complexo B, principalmente vitaminas B1, B2 e B6. E dentre minerais, estão o ferro, fósforo e potássio.

Outros benefícios da levedura de cerveja podem ser:
 
- Melhorar a memória,
- Regular o funcionamento intestinal,
- Combater o estresse e a fadiga,
- Fortalecer o sistema imunológico protegendo de doenças,
- Proteger os nervos,
- Desintoxicar o organismo.

Para ter todos os benefícios da levedura de cerveja basta consumir 1 a 2 colheres de sopa por dia de levedura de cerveja e esta pode ser consumida sem cozimento, sendo acrescentada aos pratos depois de prontos, como sopas, massas, iogurte, leite, sucos ou até mesmo água pura.

A levedura de cerveja pode ser encontrada em farmácias, lojas de produtos naturais, de manipulação, supermercados em forma de pó, em cápsulas ou comprimidos. Os benefícios da levedura de cerveja em comprimidos são conseguir ingerir de forma simples e rápida a quantidade necessária de levedura de cerveja.
 
Benefícios da levedura de cerveja na musculação
Os benefícios da levedura de cerveja na musculação são conseguir ingerir proteína, vitaminas, minerais e fibras sem precisar de ingerir gordura e carboidratos. As proteínas são fundamentais após o treinamento para evitar lesões musculares.

Além disso a levedura de cerveja não engorda e modera o apetite, devido a sua composição proteica. Uma boa maneira de beneficiar-se do seu consumo é ingerir meia hora antes da refeição.
 
Benefícios da levedura de cerveja para a pele

Os benefícios da levedura de cerveja para a pele são melhorar casos de acne, eczemas e mesmo psoríase devido principalmente ao seu elevado teor de vitaminas do complexo B. Estas vitaminas são também importantes para a saúde das unhas e do cabelo.

Contraindicações da levedura de cerveja

Não há relatos de efeitos adversos, porém gestantes, idosos, crianças e pessoas com doenças crônicas, apenas sobe acompanhamento médico ou nutricionista.

Fonte: Tua Saúde

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

UC-II® para a saúde e mobilidade das articulações

O que é o UC-II®

UC-II® é um nutracêutico inovador que tem a função de diminuir o desgaste nas articulações. O ativo age juntamente com o sistema imunológico para reduzir a dor, o desconforto, a inflamação e assim melhorar a flexibilidade e a mobilidade articular.

É o único colágeno não desnaturado tipo II, extraído do esterno do frango. É fabricado, por processo patenteado, não enzimático, em baixas temperaturas, com o objetivo de garantir a integridade da proteína e a obtenção de um colágeno puro, sem alteração molecular, com atividade biológica inalterada.

Possui patentes nos EUA, Canadá e Europa, que protegem o processo de fabricação e utilização desse tipo específico de produto: o colágeno não desnaturado tipo II.

Mecanismo de ação

 O UC-II® modula a resposta imune em relação ao colágeno tipo II. Desta forma previne o "ataque" autoimune às cartilagens e, assim é reestabelecido o equilíbrio entre a quebra e síntese dessa proteína. Por consequência há uma diminuição da inflamação com consequente diminuição da dor.

Clique na imagem para ampliar


Um estudo com UC-II® conduzido pela InterHealth, ganhou o primeiro lugar na 10ª Conferência Anual de Suplementos Nutricionais de 2013, da Scripps Center for Integrative Medicine, na Califórnia (EUA).

Foi comprovado que UC-II® apresenta excelentes resultados em indivíduos saudáveis, praticantes de esportes, aliviando as dores e tempo de duração do desconforto após o exercício, com melhora da mobilidade e flexibilidade.

A suplementação diária de UC-II® é indicada para prevenir as doenças articulares em atletas, obesos e pessoas que tenham histórico familiar de algum problema nas articulações.

Segundo estudo da Journal of the International Society of Sports Nutrition, de 2013, que avaliou a eficácia e a tolerabilidade do ativo em indivíduos saudáveis, o UC-II® demonstrou melhora na extensão articular do joelho, prolongou o período livre de dor nas articulações e aliviou o desconforto que surge ocasionalmente em atividades físicas.

Benefícios do UC-II®

- Desacelera a destruição articular e diminui a inflamação;
- Aumenta a adesão do paciente ao tratamento pela pequena dosagem;
- Melhora a mobilidade e a flexibilidade das articulações;
- Permite associação com outros ativos;
- 100% natural.
- Indicado nos tratamentos de Artrose e Osteoartrose, Artrite e Osteoartrite, Artrite reumatoide, Poliartrite reumatoide juvenil, Lesão articular, Lesão da cartilagem.

UC-II® também é indicado para uso em animais com doença articular degenerativa. O suplemento dessensibiliza o sistema imunológico e ajuda a manter a saúde das articulações.

UC-II® possui certificado GRAS expedido pelo FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos, que o qualifica como seguro.

Efeitos adversos

Pesquisas com cachorros, cavalos e humanos tem mostrado ausência de efeitos adversos.

Entenda as doenças articulares

As articulações são as conexões existentes entre os ossos, que permitem a mobilidade e flexibilidade dos movimentos, ou seja, quadril, joelho, ombro, cotovelo, tornozelo, dedos, punho, entre outras. Elas são compostas de cartilagem, ligamentos, tendões, bursas (sacos de líquido que ajudam a amortecer ossos e músculos) e também pela membrana sinovial (camada que secreta o líquido sinovial para lubrificar a articulação).

Qualquer uma dessas estruturas pode ficar irritada ou inflamada, em resposta a uma variedade de doenças, distúrbios ou movimento muscular. E isso pode causar as dores articulares, definidas por sintomas como: sensação de desconforto, inflamação, rigidez ou incômodo, que dependendo da gravidade pode limitar as atividades do dia a dia.

A dor pode ser súbita ou crônica. Esta última decorre de doenças como a osteoartrite (OA) caracterizada pela degeneração da articulação como um todo, com alterações na cartilagem, sinóvia, tendões, osso, além de atividade inflamatória aumentada. 

Fonte: PharmaNostra

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Morosil®: Sinal vermelho para a gordurinha abdominal

O que o Morosil®?


O Morosil® é um produto manipulado que faz sucesso entre pessoas que buscam melhor qualidade de vida e ganhos estéticos. Trata-se de um suplemento alimentar feito a partir do extrato seco do suco de laranjas Moro.

Uma das principais características da laranja Moro é seu tom avermelhado, que não é encontrado em outras frutas cítricas. Essa cor é proporcionada pela antocianina, um poderoso pigmento natural.

A tonalidade diferenciada desse tipo de laranja não é sua única característica. Estudos realizados nos Estados Unidos comprovam que o suco da fruta proporciona benefícios especiais ao organismo, funcionando como um potente aliado.

Não sabe quais são esses benefícios? Então, confira e conheça aqui todos os detalhes sobre o Morosil®, dicas para utilizá-lo e onde encontrá-lo, para inserir o produto em sua rotina e conquistar resultados incríveis à sua saúde! 

 

Para que serve o Morosil®?


Esse suplemento alimentar auxilia no emagrecimento e redução de medidas, sobretudo na região do abdômen, onde o produto atua com maior eficácia, diminuindo consideravelmente células de gordura, devido à promoção da redução do acúmulo de lipídeos no organismo.

Além disso, o Morosil® pode ser utilizado para melhorar a qualidade da pele, por conta da concentração elevada de vitamina C e ácidos hidroxicinâmicos que possui, substâncias que têm ação antioxidante e previnem o envelhecimento precoce da tez.

O produto também pode ser aplicado para cuidar da saúde e bom funcionamento do organismo, devido às suas altas taxas de flavonoides. Ademais, o Morosil® aumenta a sensibilidade à insulina, reduz os triglicerídeos e o colesterol total.

 

Benefícios do Morosil®


Com o suplemento é possível emagrecer de forma saudável, o que é difícil para muitos. Além disso, o Morosil® ainda previne um novo ganho de peso e o temido efeito sanfona, por neutralizar o acúmulo de gordura no corpo.

No que diz respeito à saúde, os flavonoides presentes no produto atuam como anti-inflamatórios e antibacterianos, prevenindo a contração de doenças. Outro benefício obtido ao fazer uso do Morosil® é a inibição de problemas como diabetes, cardíacos e vasculares.

O pigmento antocianina, que dá cor avermelhada ao fruto, também auxilia na prevenção de doenças como o câncer e alergias, além de ter função antioxidante e de modificação do metabolismo de adipócitos, contribuindo para o emagrecimento.

 

Morosil® funciona?

Sim, o produto é de alta eficácia, sobretudo quando consumido regularmente. Estudos recentes comprovaram que pessoas que ingeriram doses diárias do suplemento neutralizaram o ganho de peso, o acúmulo gordura e reduziram medidas abdominais de 25 a 50%.

 

Efeitos colaterais do Morosil®

Por se tratar de um suplemento alimentar natural, o Morosil® não apresenta efeitos colaterais. No entanto, não é recomendado o consumo sem a indicação médica e verificação do profissional se o paciente possui alergia a algum dos componentes do produto.

Mesmo que não haja reações adversas, é preciso tomar um cuidado maior com a faixa etária de quem consome o produto. Para crianças e idosos, inclusive gestantes, a utilização do produto só pode ser feita se recomendada por um médico, depois de avaliar o caso do paciente, para identificar se o suplemento é a melhor solução.

 

Morosil®: vantagens e dicas


Além de promover a redução de peso e medidas, inclusive de proteger a saúde, o suplemento é fácil de ser consumido, por ser manipulado em cápsulas, o que simplifica o uso do produto, garantindo a ingestão da dose adequada do suplemento no dia a dia.

Para obter melhores resultados, é essencial que a dose diária de Morosil® seja de 500mg, utilizando o produto por três meses, no mínimo. A partir do segundo mês de uso, o emagrecimento já é visível, ainda que sutilmente para algumas pessoas, tudo depende de seu organismo e tempo de reação ao suplemento.

Quer potencializar a eliminação dos quilos extras, obtendo resultados de forma mais rápida? Neste caso, uma dica importante é combinar o uso do Morosil® com a adoção de hábitos de vida mais saudáveis.

Investir numa reeducação alimentar é fundamental. Troque itens industrializados por versões naturais, que são ricas em nutrientes e pobres em gordura. Quanto mais colorido for seu prato, melhor. Isso indica que o consumo de nutrientes será maior e o de gordura menor, o que ajudará na perda de peso, inclusive na manutenção das novas medidas.

Ademais, não exagere nas refeições (o consumo moderado de alimentos é o mais recomendado em todas as ocasiões), e, em hipótese alguma, faça jejum, que não ajuda a emagrecer, pelo contrário, faz com que o organismo acumule gordura para transformá-la em energia posteriormente.

Prejudicar o bom funcionamento do organismo é outro perigo que se corre ao fazer jejum, porque não é feita a ingestão de nutrientes essenciais para o corpo. Como resultado, têm-se tonturas, sonolência e dor de cabeça. Por isso, faça todas as refeições regularmente.

Outra dica que faz toda a diferença é praticar exercícios com frequência. No entanto, não sobrecarregue seu corpo com séries longas: comece fazendo atividades leves, simples e com curta duração.

Conforme seu corpo se acostumar com tais exercícios, intensifique o treino e mude sua rotina, mas sempre aos poucos. Isso evita comprometer sua saúde ou provocar lesões durante a realização de atividades físicas.

Por: Morosil